Atuando em Uberlândia, sacramentano recebe homenagem da Defensoria Pública de Minas Gerais

Defensoria Pública
legenda
O homenageado com seus pais Vani e Cleusa Ramos, esposa Graziela Amâncio, a Defensora-Geral, Christiane Malard e juíza Roberta Rocha

O sacramentano, defensor público hoje em Uberlândia (MG), Gustavo Humberto Ramos (foto), juntamente com seus familiares, participou na última sexta-feira (1º), em Belo Horizonte, da solenidade que homenageou 60 personalidades durante comemoração dos 41 anos da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais (DPMG).

Durante a cerimônia, a DPMG inaugurou sua nova sede na capital mineira.  Além da presença da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STF), Assusete Magalhães, agraciada com o Grande Colar do Mérito, grau máximo da distinção, que foi a oradora em nome dos homenageados o evento contou com várias autoridades.

Dentre elas, destacamos: o presidente da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), desembargador Maurício Torres Soares; o desembargador Otávio de Abreu Portes, representando o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais; a defensora pública-geral do Estado de Minas Gerais, Christiane Neves Procópio Malard; o secretário de Estado de Casa Civil e Relações Institucionais, Marco Antônio de Rezende Teixeira, representando o governador de Minas, Fernando Pimentel; o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado estadual Adalclever Lopes; o presidente da Associação dos Defensores Públicos de Minas Gerais (Adep-MG), Eduardo Cyrino Generoso, dentre outros.

O defensor público em atuação em Uberlândia, Gustavo Ramos, recebeu a comenda das mãos do Corregedor-Geral da DPMG, Ricardo Sales Cordeiro.

foto 3

Formado em Direito pela Universidade de Uberlândia (UFU) em 1995, o sacramentano foi um dos primeiros bacharéis a receber a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) quando da instalação da 116ª Subseção em Sacramento, junto com os advogados Bruno Scalon Cordeiro e a estagiária na época, Débora Silva de Araújo.

Depois de formado, Gustavo ocupou a vaga da então defensora pública na época, Letícia Rezende Castelo Branco, na Comarca de Sacramento, que momentos depois retornou como juíza.

O sacramentano foi o segundo titular da Defensoria Pública na cidade, que foi instalada em 1997, pelo ex-prefeito Nobuhiro Karashima, depois desativada em 2005 e novamente reinstalada pelo ex-prefeito Bruno Cordeiro em 2014.

Com a interrupção da defensoria em Sacramento, o defensor público Gustavo Ramos foi transferido para Uberlândia, onde permanece até hoje.

Prestigiando o evento, compareceu à solenidade além dos familiares do homenageado, a amiga pessoal da família e ex-juíza de Sacramento, Rocha Rocha Fonseca (foto abaixo com a família).

foto 2

Orgulhosos estavam presentes ainda, os pais Vani e Cleusa Ramos junto a irmã Ana Cláudia Ramos. O irmão Cássio (Lorena) não se fez presente durante o evento.

Gut como é carinhosamente conhecido por todos seus amigos e família em Sacramento, é casado com a sacramentana Graziela Amâncio Borges, tem dois filhos: Rafael, 8 anos e Luiza, 5.

* Redação/Daniel Afonso