Educação Integral e Integrada começará em abril

educação integral

A política da Educação Integral e Integrada vem se fortalecendo cada vez mais na estadual de ensino mineira. Prova disso é que a cada ano o número de escolas beneficiadas pela iniciativa vem aumentando.

Segundo a Inspetoria de Ensino, aAs escolas de Sacramento, já estão se organizando para a oferta das aulas da Educação Integral e Integrada para os alunos do Ensino Fundamental com início no dia 2 de abril.

De acordo com a coordenadora de Educação Integral e Integrada da Secretaria de Estado de Educação, Cecília Resende, “a grande mudança não está na execução, mas na proposta educativa que se aproxima da proposta do Ensino Médio. Estamos fazendo um convite às escolas para criarem diálogos abertos com a cidade e para utilizarem a pesquisa e a intervenção como forma de os estudantes aprenderem a resolver os problemas da sua comunidade, propondo soluções coletivas”, destaca.

A servidora municipal, Daniela Borges de Araújo, lotada na Inspetoria, alerta que para atuar em acompanhamento pedagógico ou nas oficinas, o candidato deverá estar atendo a lista classificatória e no ato da designação apresentar além da documentação necessária, o seu plano de trabalho, contendo: a introdução, a problematização para o desenvolvimento do macrocampo e atividades, a justificativa, o que espera alcançar com os estudantes, a metodologia e o cronograma de atividades.

Documento orientador

A Secretaria encaminhou para as escolas o “Documento Orientador das ações pedagógicas da Educação Integral e Integrada de Minas Gerais no Ensino Fundamental”, nele estão contidas todas as orientações para a oferta da política para as escolas das unidades socioeducativas, escolas do campo, escolas indígenas e escolas quilombolas.

O documento também apresenta a organização dos Polos de Educação Integral e Integrada, com atendimento nos diversos espaços disponíveis na cidade e nas comunidades, através dos parceiros e instituições públicas e privadas do entorno e que terão continuidade em 2018.

Designação

De 26 a 30 de março, as escolas estarão organizando seu quadro de pessoal e realizando designações de profissionais para atuar na iniciativa. As designações serão realizadas nas escolas que ofertam a Educação Integral e Integrada.

A designação é uma forma de preencher interinamente os cargos para garantir o funcionamento das escolas estaduais, conforme o artigo 10 da Lei 10254/1990. O processo é essencial na preparação da rede pública para o início do ano letivo. As designações para os outros cargos serão realizadas em janeiro ou fevereiro de 2018, conforme cronograma divulgado anteriormente.

Educação Integral e Integrada no Ensino Médio

As aulas da Educação Integral e Integrada para alunos do Ensino Médio tiveram início no dia 19 de fevereiro. Neste ano, 79 escolas da rede estadual de ensino ofertam a iniciativa. São beneficiados cerca de 19 mil estudantes.

Em Minas Gerais, o Ensino Médio Integral e Integrado começou a ser ofertado em agosto de 2017 em 44 escolas estaduais que aderiram e corresponderam aos critérios estabelecidos na portaria 1.145/2016, do Ministério da Educação, que instituiu o Programa de Fomento à Educação em Tempo Integral.

O currículo é constituído de duas partes – formação básica, que compreende as temáticas de cada área do conhecimento indicadas na Base Nacional Comum Curricular, e flexível, de acordo com três campos de integração: Cultura, Artes e Cidadania; Múltiplas Linguagens; Comunicação e Novas Mídias e Pesquisa e Inovação Tecnológica e ainda com a oferta de pelo menos um curso técnico à escolha dos estudantes.

Educação Integral e Integrada

As ações de Educação Integral e Integrada buscam implementar formação em diversas áreas, como esporte, artes plásticas, dança, música, teatro, informática, que complementem o conhecimento tradicional acessado pelos estudantes, por meio da ampliação da jornada escolar. Neste sentido, o território e a comunidade escolar são importantes atores.

* Redação Top Uai/SEE