Engie assume operação da Usina de Jaguara e Miranda

Engie

Nesta sexta-feira (29), o grupo Engie definitivamente assumiu o comando das usinas hidrelétricas de Jaguara (424 MW) e Miranda (408 MW), arrematadas em leilão no mês de setembro por R$ 3,5 bilhões. Até ontem (28), as duas usinas ainda estavam em operação compartilhada com a Cemig.

Em nota à imprensa, o gerente de transição da Engie, José Borgmann, informou que a aquisição não trará mudanças para o consumidor final, uma vez que a energia gerada pelas duas usinas é entregue ao Sistema Interligado Nacional por meio de empresas de transmissão e distribuição.

Outro ponto importante ressaltado é que o preço da energia não é referencial da empresa que adquiriu as hidrelétricas.

“O que podemos garantir é que vamos dar continuidade na excelência operacional das duas usinas. Queremos ser parceiros do desenvolvimento sustentável das comunidades vizinhas, que já estão nos recebendo da melhor maneira”, destacou o gerente.

Presente em cerca de 70 países, a Engie conta com 150.000 colaboradores em todo o mundo e obteve receitas de € 66,6 bilhões em 2016. No Brasil, ela é a maior produtora privada de energia elétrica, operando uma capacidade instalada de 11.059 MW em 31 usinas em todo o Brasil, o que representa cerca de 6% da capacidade do país.

* Redação/Daniel Afonso