Preocupado com falta de vazão em lagoa, prefeito de Água Comprida aciona bombeiros na cidade

Água Comprida

Neste sábado (11), durante a tarde, segundo informações do 8º BBM (8° Batalhão de Bombeiros Militares) de Uberaba, equipe de bombeiros foram acionados pelo prefeito de Água Comprida – Gustavo Almeida - por motivo de possível colapso de barramento de água.

No local, a equipe constatou que o nível da água superava o da parte central da estrada que se localiza na parte superior do barramento. Observou-se que dutos de saída de água da represa apresentavam à montante assoreamento e à jusante vazão baixa em relação ao diâmetro das manilhas.

Ainda foram avaliadas a jusante da barragem com intuito de identificar vazamentos anormais de água – escura ou barrenta, ravinas ou erosões ou qualquer anormalidade visualmente detectável.

No relatório de ocorrência do 8º BBM, consta ainda que a água que passa por cima da estrada encontrava-se com carreamento de material e consequentemente erosão – aproximadamente 20 cm de extensão por 8 cm de profundidade – tanto à montante quanto à jusante.

O prefeito informou a equipe que não há residências entre a represa e o Rio Grande, o que foi constatado através de fotos de satélite.

Como medidas emergenciais foram adotadas as seguintes ações:

1) isolamento do trânsito local com vistas a reduzir o risco de colapso por cargas elevadas e carreamento de material;

2) foi solicitado ao prefeito que dispusesse sacos de areia para contenção mecânica do fluxo de água e consequente redução da velocidade de aumento da erosão;

3) foi realizada limpeza sem uso de maquinário nos dutos de escoamento de água, com vistas a redução do nível de água da barragem;

4) foi solicitado ao prefeito que empenhasse maquinário adequado no local para completo restabelecimento dos dutos;

5) foi ainda solicitado ao prefeito que realizasse o monitoramento da área.

Por fim, o prefeito se comprometeu a empenhar equipe de engenheiros para avaliação dos riscos e adoção de medidas permanentes de manutenção.