Região: Franca investiga primeiro caso suspeito de Coronavírus

coronavírus

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (26), o primeiro caso de novo coronavírus em São Paulo (capital). O homem de 61 anos deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein, ontem (25), com histórico de viagem para Itália, região da Lombardia.

Em Franca/SP (a 100 km de Sacramento), a prefeitura divulgou uma nota no fim da tarde de hoje, afirmando que está investigando um possível caso suspeito desta doença. Leia abaixo na íntegra:

 A Secretaria de Saúde de Franca, juntamente com as Vigilâncias Epidemiológicas Municipal e Estadual, investigam possível caso suspeito de doença pelo Coronavírus no município.

O caso suspeito foi notificado à Vigilância Epidemiológica Municipal nesta quarta-feira, 26/02/2020, por um hospital particular de Franca após atendimento feito a uma mulher, de 36 anos, que apresentou sintomas respiratórios e tem histórico de viagem recente ao Norte da Itália, em Milão.

A paciente passou por atendimento hospitalar, em que foi constatada a suspeita diagnóstica (de acordo com os critérios do Ministério da Saúde - abaixo). Foram coletadas amostras biológicas e feitas orientações a ela sobre as medidas de precaução domiciliar. Como ela apresentava boas condições clínicas, recebeu alta e permanecerá sob monitoramento das equipes de saúde em casa.

Todas as pessoas que tiveram contato com a paciente estão sendo monitoradas em domicílio e orientadas em relação a sinais e sintomas da infecção pelo novo coronavírus. Caso os apresentem, devem procurar assistência médica.

Abaixo seguem os critérios de caso suspeito adotado pelo Ministério da Saúde:

Situação 1: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU

Situação 2: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, entre outros) E histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus (COVID-19), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU

Situação 3: Febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, entre outros ) E contato próximo de caso confirmado (laboratorialmente para) de coronavírus (COVID-19), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

Dicas de prevenção: 

- Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar; 

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal; 

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; 

- Não compartilhar objetos de uso pessoal; 

- Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; 

- Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool; 

- Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente; 

- Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.