Polícia Militar orienta população para golpes por telefone e internet

internet

Até parece que virou moda. Bandidos estão invadindo a conta de WhatsApp das pessoas, sem usar qualquer vírus. Recentemente ocorreram vários casos de personalidades famosas, da televisão e até mesmo de políticos, que denunciaram esse tipo de golpe. É provável que você conheça alguma pessoa que já foi vítima de extorsão virtual que se baseia em pedir dinheiro para seus contatos em seu nome.

Diante dessas situações, o 37º Batalhão da Polícia Militar, em Araxá, divulgou os crimes mais praticados e algumas dicas relevantes para você não cair no golpe e garantir sua segurança. Confira abaixo:

- Aplicativo clonado: sua conta do WhatsApp pode ser clonada por criminosos para roubar dinheiro de amigos e parentes. Um golpe divulgado recentemente conta com a ajuda de funcionários de operadoras, que transferem seu número de celular para outro chip e permitem que o aplicativo de mensagens seja ativado em outro aparelho. De posse da sua conta, criminosos se passam por você para pedir dinheiro a contatos próximos.

- Falso empréstimo: liberação de crédito para pessoas negativadas pode ser golpe. A vítima é orientada a depositar um determinado valor em uma conta bancária a título de comissão ou taxa de crédito, por exemplo.

- Falso sequestro: não forneça nomes ao receber uma ligação de falso sequestro. Se acontecer, peça ajuda a uma terceira pessoa na tentativa de localizar a possível vítima e acione imediatamente a Polícia Militar.

- Falso mecânico: se não for de sua confiança, não contrate serviços automotivos por telefone. O golpe começa quando é solicitado um valor para pagamento de reparos feitos em um veículo de um membro da família. Outra modalidade deste golpe, é quando seu veículo apresenta problemas em via pública e desconhecidos oferecem ajuda.

- Falso recebimento de planos econômicos: não contrate planos bancários por telefone. Caso você receba uma proposta, certifique-se antes na sua agência e não efetue nenhum tipo de depósito bancário.

E por aí vai... a lista segue ainda com essas dicas:

- Não compre mercadorias a preços de ocasião, oferecidas na rua. Geralmente, são imitações, falsificações ou mercadorias roubadas, ou bens que podem mesmo não existir.

- Quem adquire produto furtado comete o crime de receptação;

- Não acredite em anúncios de jornal que vendem consórcios sorteados de veículos. Os golpistas pedem seus documentos pessoais, cobram uma taxa antecipadamente e desaparecem;

- Leia por inteiro, sempre, qualquer contrato ou termo que você for assinar;

- A Polícia Militar orienta a toda comunidade para que tenham cuidado com mensagens e ligações recebidas em aparelhos celulares em nome de empresas como Magazine Luiza, Rede Globo, SBT, dentre outros, com promoções prometendo prêmios e benefícios em troca de depósitos bancários, recarga em celulares, etc. Muitos desses contatos representam tentativa de golpe, e, às vezes, na ilusão de receber prêmios e dinheiro, as pessoas acabam sendo lesadas.

Nunca repasse dados pessoais através de telefonemas e desconfie de prêmios de promoções, das quais você, sequer participa.