Instalação do gasoduto e permanência de helicóptero do Samu são cobrados a Zema

Mega Cana

A importância da consolidação do gás natural/gasoduto, esperado pela região há 35 anos foi reforçada na manhã desta quinta-feira (8) pelo prefeito Paulo Piau ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, em Campo Florido durante a Megacana 2019, maior feira de Minas Gerais e uma das principais do país do setor sucroenergético. O prefeito estava acompanhado do vice João Gilberto Ripposati e de prefeitos da região.

Como presidente da Amvale e da Agência de Desenvolvimento Econômico do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, o prefeito Paulo Piau avalia que o governador entende a importância do investimento e o interesse de todos prefeitos da região que, segundo ele, também compreendem a situação financeira do Estado. "O gás é o assunto do momento. Tem gás de sobra no pré-sal e, com a Petrobras saindo do monopólio, deve ocorrer redução no preço. Isso viabiliza o gás doméstico, o veicular, como insumo e matriz energética. Tivemos ontem uma reunião muito importante tratando dessa pauta, e hoje reforçamos ao governador para que haja empenho e atenção ao assunto", explicou Piau.

O ofício entregue a Romeu Zema posiciona que neste momento os governadores Ibaneis Rocha, do Distrito Federal e Ronaldo Caiado, de Goiás, estão se manifestando sobre o tema, com infraestrutura fundamental para o desenvolvimento dos seus respectivos Estados. O documento destaca que os 70 prefeitos do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, com a parceria de todas as Entidades de Classe, empresários e trabalhadores têm a convicção de que a implantação da Fábrica de Ureia em Uberaba, consumindo três milhões de metros cúbicos de gás por dia, é a demanda capaz de viabilizar o investimento no gasoduto de São Carlos/ SP até nossa região para, em seguida, caminhar para o centro Oeste brasileiro.

Helicóptero do Samu – Outra cobrança reforçada ao governador Romeu Zema, com ofício foi entregue por Piau em nome da Cisvalegran, trata do helicóptero do Samu. "Os municípios estão dispostos a assumir os custos ao menos da equipe médica, mas reforçamos a importância do helicóptero. Não podemos aceitar que haja pressão da Secretaria de Estado da Saúde, ameaçando levar o helicóptero de volta, ao mesmo tempo em que faltam repasses do Estado para a saúde. É uma ação de interesse regional que precisa avançar, pois estamos falando de salvar vidas", reforça Piau.

Também foi cobrado, por fim, o complemento da estrada Campo Florido – Uberlândia, um trecho importante e produtivo cujas obras estão paradas. Segundo Piau, Zema posicionou que vai avaliar as melhores alternativas para trazer estes investimentos à região.

Zema diz que gasoduto está entre os projetos prioritários de infraestrutura de Minas

 "Vamos viabilizar isto de alguma forma"

Em coletiva de imprensa na Megacana, o governador Romeu Zema ressaltou que tem privilegiado os eventos de produtores, "já que são eles que carregam o País". Questionado sobre o Gasoduto, Zema explicou que tem projetos de infraestrutura como prioridade ao Estado que, se realizados, significam potencial enorme de crescimento econômico. "Um dos projetos é exatamente do Gasoduto para a região do Triângulo Mineiro. Vamos viabilizar isso de alguma forma. É um investimento que para o próprio investidor pode ser interessante. Ele vai cobrar pelo uso do gás transportado e temos aqui na região muitas indústrias que querem fazer uso, além de outras que virão com a disponibilidade desse gás. É apenas uma questão de corrermos atrás, estruturarmos este projeto, que vamos encontrar investidores", avaliou o governador.

Zema disse que é preciso lembrar que o gás natural no Brasil está passando neste momento por uma transição. "A perspectiva é que seu preço caia para metade ou um terço dos níveis atuais, o que vai fazer com que a demanda cresça muito e torne este investimento viável. Assim que sair alguma regulamentação, eu diria que este gasoduto já estará viabilizado".

 Autoridades destacam pautas da região na solenidade de abertura da Megacana

O prefeito Paulo Piau e o vice-prefeito, João Gilberto Ripposati, acompanharam durante a manhã a solenidade de abertura da Megacana, com a presença do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, da secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Maria Soares Valentini e do secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Vieira. Além de prefeitos, secretários e vereadores da região, bem como representantes de entidades de classe, estiveram presentes entre os deputados estaduais e federais Franco Cartafina e Heli Andrade - "Grilo". 

Em seu pronunciamento, o governador Zema citou a lei em Minas Gerais que isenta de ICMS a geração de energia elétrica de usinas fotovoltaicas de até 5 Megas, pontuando que isso não foi estendido para pequenas usinas de biomassa. "Nós vamos enviar uma proposta de lei para que exista um tratamento isonômico, pois a biomassa também é uma energia ecologicamente correta", pontuou ele, sendo aplaudido pelo segmento. Zema também destacou questões de infraestrutura, finanças, investimentos e segurança pública, entre outros temas de relevância ao Executivo, destacando ações que avançaram ao longo dos sete meses de governo.

O presidente da Canacampo, Marcos Brunozzi, falou sobre a cadeia sustentável do segmento do etanol e os desafios vencidos pelos produtores. Já Mário Ferreira Campos Filho, presidente da Siamig, pontuou que uma das questões importantes para quem atua com safras é a regulamentação do trabalho aos domingos, assunto que está sendo tratado na Reforma da Previdência. Ele também destacou temas como a tarifa de importação do etanol, desburocratização do Estado, segurança pública, energia, e ainda a proposta de parcerias para o desenvolvimento de projetos de infraestrutura com contrapartidas do segmento privado.

O Megacana Tech Show, que acontece em Campo Florido, reuniu usinas, produtores rurais, fornecedores e profissionais do segmento e a programação foi promovida pela Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Campo Florido – Canacampo e Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais – Siamig. O evento reúne com palestras, painéis, debates técnicos e apresentação de inovações tecnológicas. Neste ano foram 85 stands de empresas ligadas ao setor.

Fontes: Jorn. Luiza Carvalho – SECOM/PMU