Jovem sacramentano que está em intercâmbio na Bélgica recebe diploma de embaixador

rotary

Prestes a retornar para o Brasil, Pedro Henrique Magnabosco do Nascimento (foto), 18, ainda continua em intercâmbio na Bélgica através do Rotary Club e concedeu entrevista para comentar o diploma de embaixador que recebeu no país.

O jovem é filho de Cibele Magnabosco e Samuel do Nascimento. Antes de viajar, estudava no Colégio Rousseau e agora está concluindo o Ensino Médio no Athénée Royal de Waremme.

Pedro Henrique está na Bélgica há 10 meses, quando saiu de sua cidade natal – Sacramento, em 15 de agosto. Ele está morando na Província de Liège, de onde surgiu a oportunidade de candidatar ao cargo de embaixador Júnior e conseguiu o título.

Antes de retornar para a “terra” da escritora Carolina Maria de Jesus, no próximo dia 30 de junho, ele conversou com o portal TOPUAI para explicar esse título de embaixador. Segundo ele, o embaixador tem o dever de promover a região através da cultura, economia e turismo. “Eu me candidatei, passei pelo processo e junto com uma mexicana fui escolhido para ser embaixador Júnior da Província”, destacou.

TOPUAI - Conte como foi o processo e a oportunidade de participar?

O processo foi em três partes: uma ficha de apresentação, uma carta de motivação e uma apresentação em PowerPoint sobre a província. Na última etapa a gente pôde apresentar cartas de recomendação das famílias que nos recebem, dos nossos professores e do Rotary Club patrocinador. Foi bem interessante participar, ainda mais para ver como cada intercambista tem uma visão diferente da Província.

TOPUAI - O que o título lhe oferece?

Ser embaixador Júnior me oferece um contato especial com a Província, mas o mais importante é que me dá a oportunidade de promover essa região quando eu voltar para o Brasil, o que vai de acordo com um dos objetivos do meu intercâmbio.

TOPUAI – O que se realiza com esse cargo?

Primeiro, que somos convidados para algumas atividades realizadas pela Província de Liège, para conhecer cada vez mais. É esperado a partir daí o desenvolvimento de projetos que mostrem a Província e incentivem as relações internacionais.

TOPUAI – E como está sendo essa experiência?

É maravilhoso, realmente uma experiência única. A Bélgica é um país pequeno, mas é muito bonito e diverso. Cada lugar tem sua própria identidade e é muito legal descobrir tudo isso.