Sacramentana leva sua arte da marchetaria para o mundo

Marchetaria

A bióloga Simone Alves Fraga (33) está vivendo um dos melhores momentos da sua atividade profissional. Ela, que desde a infância, tinha o sonho de ser marceneira, foi se especializando na arte da marchetaria, e hoje produz uma variedade de trabalhos com seu talento.

A marchetaria, arte de incrustar, embutir e aplicar lâminas de madeiras através de desenhos, vem rendendo à artista trabalhos para várias cidades brasileiras. Antes da produção das peças, Simone também fotógrafa, participa de tours com passarinheiros e aventureiros, na descoberta de aves e belezas naturais, e para dar início à marchetaria, ela conta com os desenhos do grafiteiro Dênis Balduíno, que retrata suas imagens através de traços geométricos e formatos ousados.

Antes de se adaptar à arte em quadros com desenhos de aves e outros animais do campo, Simone introduzia desenhos abstratos, apenas formas e cores, mas com o tempo veio à mudança e a descoberta juntamente com o que faz jus à sua essência como bióloga.

“Com todo este tempo, descobri através da própria natureza e da minha essência como bióloga, uma transferência de sentimentos e coisas que é retratar nosso ambiente. Ela realmente toca a gente, quando vou para a Serra da Canastra, por exemplo, vejo um tamanduá lá e ali percebo a história do lugar, do animal, e é justamente isso que faz eu me encontrar com minha arte”, destacou.

 

foto simone
Simone Fraga em seu ateliê à frente de um dos primeiros trabalhos na marchetaria (Foto: Arquivo)

Recentemente seu trabalho tem repercutido na mídia televisiva através dos programas Terra da Gente (EPTV/Rede Globo) e Dendê na Mochila (TV Aratu/SBT - no estado da Bahia).

Obras de artes da sacramentana na AVISTAR 2018

E se depender de toda esta repercussão, o trabalho da artista sacramentana vai se tornar destaque em todo o país e mundo afora. Simone acaba de fechar uma parceria com a Ong Save Brasil para participarem da Avistar 2018 – maior feira de observação de aves do Brasil e da América do Sul, onde suas peças serão expostas e comercializadas durante o evento.

A feira de aves acontece no mês de maio do próximo ano, porém nos bastidores, bate a ansiedade e a emoção de ver um trabalho sendo reconhecido e parceiro de uma causa social bem grandiosa.

A Ong Save Brasil apresentará à Simone dez fotografias de aves, retratadas por fotógrafos brasileiros; caberá a ela, através da marchetaria em duo com Dênis Balduíno, reproduzir três quadros de cada foto, totalizando 30 trabalhos que serão comercializados na feira.

A Ong através da exposição “Aves Raras Save Brasil”, consumirá 10% do lucro das vendas do trabalho da sacramentana, que serão revertidas ações de conservação de aves pelo país. “Estou realmente muito feliz, além de ver meu trabalho sendo reconhecido, todos os quadros desta exposição virão com certificados de exclusividade, serão limitados e participar de um evento como o Avistar, é uma emoção única”, pontuou.

O talento de Simone começou em uma oficina improvisada desde a infância dentro da sua própria casa, com trabalhos em caixas, pinturas e artesanatos. Ela realmente se descobriu na arte com um curso ofertado pelo Sine através do Senai, com o professor Carlos Alberto de Souza , Carlão. Depois dali, não parou mais e hoje é mais um talento nato em sua terra.