Empresários de Sacramento participam de curso desenvolvido pela ONU

ace

111

Empretec foi realizado pelo Sebrae Minas, na última semana, e contou com 26 participantes em busca de novas atitudes empreendedoras.

Empresários e potenciais empreendedores em busca de conhecimento e novas ferramentas para alavancar os negócios participaram, de 5 a 10 de novembro, no Uniaraxá, do seminário Empretec. A turma contou com 26 participantes de Araxá e região que se dedicaram integralmente em atividades que despertam atitudes empreendedoras.

João Paulo Zago Borges, proprietário de um açougue e presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sacramento estava entre os participantes. "Foi uma experiência transformadora e que me deu outra perspectiva da minha empresa, sobretudo, em função da agilidade que nos é cobrada a todo o momento", afirma.

Quem também integrou a turma do Empretec foi o empresário Nédio  Cerchi, proprietário de uma loja de produtos agropecuários em Sacramento. "A capacitação superou minhas expectativas. Os facilitadores foram excelentes e exigiram dos participantes colocar a mão na massa de forma bastante ativa, saindo da teoria para a prática de maneira muito precisa. Como estou investindo também no ramo da alimentação, será muito útil todo o aprendizado sobre o comportamento empreendedor", destaca o empresário.

Com metodologia criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e aplicado pelo Sebrae, o Empretec já foi realizado em cerca de 40 países. No Brasil, aproximadamente 250 mil pessoas já foram capacitadas em mais de 10 mil turmas espalhadas pelo país. O intuito da capacitação é avaliar e despertar nos participantes dez características:

  • Busca de oportunidades e iniciativa;
  • Persistência;
  • Comprometimento;
  • Exigência de qualidade e eficiência;
  • Busca de informações;
  • Estabelecimento de metas;
  • Planejamento e monitoramento sistemáticos;
  • Persuasão e rede de contatos;
  • Independência e autoconfiança.

"Por meio de debates, vivências práticas, dinâmicas e exercícios, é despertada uma visão empreendedora e que ajuda a aperfeiçoar habilidades como negociação e gestão empresarial, dando mais segurança às decisões tomadas e ampliando as chances de sucesso", reforça o analista técnico do Sebrae Minas, Alessandro Henrique de Souza.