Por 5 a 3, vereadores aprovam salário de R$ 7.685,58 para o secretariado do Governo Baguá

camara

Depois de virar polêmica, adiarem votação, finalmente na noite desta segunda-feira (26), os vereadores da Câmara de Sacramento discutiram e votaram o projeto que “dispõe sobre a fixação do subsídio mensal dos Secretários Municipais de Sacramento para o período de 1º de Maio de 2019 a 31 de dezembro de 2020”. A reunião acabou já era início da madrugada desta terça-feira (27), mas desta vez, nenhum vereador faltou à sessão.

O assunto vem sendo discutido em grupos de whatsapp e nas redes sociais, e nem mesmo com a pressão, os vereadores não se intimidaram e em sua maioria, aprovaram o projeto de autoria da atual Mesa Diretora, formada pelos vereadores: presidente - Matheus Bizinoto; vice: Edmilson Peres; 1º Secretário: Luster Melancia e 2º Secretário: Dr. Pedro. Votaram a favor da fixação do novo subsídio mensal de R$ 7.685,58 com direito à 13º [salário] e um terço de férias, os seguintes vereadores: Doutor Pedro, Edmilson Peres, Luiz Devós, Luster Melancia e Marcos Pires. Já contra o projeto, votaram: Henrique Spirandeli, Leandro Desemboque e Maurício Viana.

Os vereadores Henrique e Leandro, tentaram apresentar emendas ao projeto, alterando valores e amenizando a situação; mas, os debates mais calorosos, ficaram por conta mesmo dos vereadores que defendiam o projeto que beneficiava o secretariado do prefeito Wesley De Santi de Melo - Baguá - e aqueles que queriam que o aumento também chegasse para todos os servidores municipais, de todas as áreas – os mais citados, foram professores, do almoxarifado e da saúde. Enfim, o projeto foi aprovado no placar de 5 a 3.

Outro projeto que foi debatido e surpreendeu pelo resultado, foi o de autoria do vereador Marcão Pires, que “Denomina de Padre Júlio Negrizzolo a Cavalgada de 1º de Maio e Contém Outras Providências”. De acordo com o contexto da história, muito se falou de outros que também colaboraram com a primeira cavalgada e por isso, o resultado da votação foi esse: apenas o voto favorável do autor do projeto – Marcão; duas abstenções – Devós e Dr. Pedro; e 5 contrários: Edmilson, Luster, Henrique, Leandro e Maurício; concluindo: projeto reprovado.

Outros projetos e seus resultados:

  • Projeto de Lei nº 053, de 05 de agosto de 2019, oriundo do Executivo Municipal, que: “Revoga o Art. 3º da Lei Municipal nº 1.556, de 20 de dezembro de 2017” – ver. Henrique pediu vista e demais acataram.
  • Projeto de Lei nº 054, de 05 de agosto de 2019, oriundo do Executivo Municipal, que: “Dispõe sobre Alteração no Caput do Art. 141 da Lei Municipal nº1.643, de 27 de Maio de 2019” – aprovado por unanimidade.
  • Projeto de Lei nº 056, de 05 de agosto de 2019, oriundo do Executivo Municipal, que: “Dispõe sobre a Criação de Serviço Voluntário no Município de Sacramento e dá Outras Providências” – aprovado por unanimidade.
  • Projeto de Lei nº 057, de 05 de agosto de 2019, oriundo do Executivo Municipal, que: “Ratifica o Protocolo de Intenções com a Finalidade de Instituir a Agência Regional de Desenvolvimento Econômico do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba de Minas Gerais e dá Outras Providências” – aprovado por unanimidade.
  • Projeto de Lei nº 058, de 05 de agosto de 2019, oriundo do Executivo Municipal, que: “Autoriza o Aumento de R$4.000,00 (quatro mil reais) Mensais de Repasse ao Conselho Comunitário de Defesa Social de Sacramento, em Atendimento aos Termos da Lei Municipal nº 1.579, de 14 de junho de 2018” – aprovado por unanimidade.
  • Projeto de Lei nº 063, de 05 de agosto de 2019, de autoria do Vereador Marcos dos Santos Pires, que: “Institui a Meia-Entrada para Doadores Regulares de Sangue em Locais Públicos de Cultura, Esporte e Lazer” – aprovado por unanimidade.
  • Projeto de Lei nº 064, de 12 de agosto de 2019, de autoria do Executivo Municipal, que: “Denomina Ruas e Avenidas dos Bairros Portal da Serra I e Alto Das Torres” – o ver. Dr. Pedro pediu vista que foi acatado pelos demais.

E o melhor da sessão, que rendeu a presença de muitos pais e alunos da APAE, foi a utilização da Tribuna Livre pela diretora administrativa Susney Jeronimo, que discorreu da importância sobre a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.