Nova diretoria da ABCZ será definida na próxima segunda (12)

abcz

Será na próxima segunda-feira (12) a eleição que irá definir a nova diretoria da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), para o triênio 2020-2022. Todos os mais 22 mil associados podem participar, sendo que aqueles que estão distantes de Uberaba (MG), sede da entidade, tiveram a oportunidade de enviar o voto pelos Correios.

A programação oficial do pleito será aberta às 8h, com a Assembleia Geral Ordinária. Na ocasião, o presidente da Comissão Eleitoral, que também é o presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, transfere essa função para o Juiz federal Élcio Arruda. Já às 9h da manhã a votação, propriamente dita, começa.

Para participar, basta apresentar um documento pessoal na secretaria da ABCZ, sendo que a partir dele os dados do associado serão levantados, apontando se ele está apto a participar da eleição. A votação segue até às 18h, quando serão somados os votos presenciais com todos aqueles que chegaram pelos Correios. Para se ter ideia, até a manhã de ontem (8) 982 envelopes já haviam chegado a sede da entidade.

Importante destacar que a votação, assim como todas as atividades prévias relacionadas ao pleito, será realizada em uma sala especialmente montada para o processo. O local, que tem acesso restrito, conta, além das urnas e computadores, com um sistema de câmeras de monitoramento com gravação em tempo integral. Ainda como medida de segurança, no período pré-eleição uma empresa de vigilância guarda o local nos horários em que não há expediente na ABCZ.

Lembrando ainda que o pleito será realizado com chapa única, sendo ela 'ABCZ. Força total no campo', encabeçada pelo pecuarista e empresário Rivaldo Machado Borges Júnior. O candidato é empresário do segmento de produtos siderúrgicos e dá continuidade ao centenário trabalho de melhoramento genético de Nelore PO da família, através da Fazenda Mateira. Atuante na política classista, foi presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Uberaba por 12 anos (2001 a 2013) e, atualmente, é vice-presidente da FAEMG, Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais. Na ABCZ, como membro da diretoria desde 2013, ficou reconhecido pelo empenho ao Pró-Genética.