Secretário do Agronegócio prevê queda de mais de 20% na safra de soja

soja

Com mais de 70% dos grãos de soja no Município de Uberaba já colhido, o secretário Luiz Carlos Saad, do Agronegócio, anuncia que a atual safra irá registrar queda de mais 20 % sobre a quantidade estimada.

Segundo Luiz Saad, apesar das constantes chuvas, os produtores já colheram mais de 70% das lavouras de soja aproveitando os intervalos de estiagem. A preocupação em agilizar a colheita do grão, salienta o titular da Sagri, visa a evitar que a umidade prejudique ainda mais a qualidade da commoditie e também, liberar a terra para o plantio da safrinha.

Embora reste um terço das lavouras para serem colhidas, o secretário do Agronegócio aponta para uma queda entre 20 a 25% na safra estimada de soja para o Município de Uberaba. Entre os principais fatores, cita Saad, estão o excesso de sol nos meses de dezembro e janeiro e a fartura de chuvas em fevereiro e começo de março. “Isto sem falar na classificação dos grãos. Eles serão fortemente penalizados pela grande umidade,” lamenta.

Já a colheita do milho, cujo plantio da safra de verão foi de pouco mais de 6 mil hectares, Saad informa que só começará em abril. “Agora se vê uma ou outra colheita, mas só para silagem”, frisa ele. Também no próximo mês, relata o secretário, terá início a colheita da safra da cana-de-açúcar. Uberaba é o maior produtor de cana em Minas e terceiro no Brasil.

“Para a safrinha deste ano, sorgo e milho seguem na preferência dos produtores uberabenses. O sorgo ainda leva vantagem por ser uma cultura barata”, afirma o secretário Saad.

Texto: Rubério Santos (Secom/PMU)