Acordo entre Município e Clube Sírio Libanês permitirá ampliação da Feti

feti

A transferência efetiva depende de aprovação do Projeto de Lei pelo Legislativo

 O prefeito Paulo Piau anunciou nesta segunda-feira (16), a negociação do prédio pertencente ao Clube Sírio Libanês. A medida permitirá a transferência das instalações da Fundação de Ensino Técnico Intensivo Dr. Renê Barsam – FETI/Probem, da Rua Equador, no Bairro Fabrício para o centro da cidade. Para sua consolidação é necessária aprovação de Projeto de Lei pelo Legislativo. Conforme o presidente da Fundação, Eduardo Callegari, o crivo do Parlamento permitirá dobrar de imediato os atendimentos da Feti, chegando a três mil alunos e atendendo a demanda existente.

De acordo com o procurador Geral do Município, Paulo Salge, a negociação está avaliada em R$ 5 milhões referentes ao passivo do clube que a Prefeitura pretende assumir, além do imóvel.

O anúncio foi feito na presença da primeira-dama e presidente de honra da Feti, Heloisa Piau; do presidente do clube, Paulo de Tarso Mauad, o 'Babula'; do diretor de esportes do Sírio, Paulo Fernando Mauad; de secretários municipais e os vereadores Rubério Santos (líder do prefeito na Câmara) e Cleomar 'Barberinho' Marcos de Oliveira.

"Este encontro é para revelar o desejo de acordo entre o Município e o Clube Sírio Libanês. Diante da oportunidade da transferência da Feti para o local que atenderá perfeitamente as necessidades da Fundação, estamos confirmando publicamente a possibilidade do ato que depende do deferimento dos vereadores. Tendo a certeza de que estamos no caminho certo, esse será um ganho para toda a comunidade", defende o prefeito.

O presidente do clube, Paulo 'Babula', declarou que o prefeito se mostrou muito íntegro durante todo o processo e que a negociação significa 'novos tempos' para toda a comunidade libanesa.  "Optamos em abraçar a situação. A intenção é manter o nome do Sírio sempre vivo e sua história neste prédio que faz parte da história da cidade. Vamos agora recomeçar e nós da diretoria vimos que essa oportunidade nos ajudaria muito. Vamos contribuir para que a FETI amplie seus atendimentos e dessa forma todos ganharão", destaca.

O projeto de Lei para aprovação da transferência da Feti para a nova estrutura já foi encaminhada para o Legislativo.

Jorn. Sabrina Alves (SECOM/PMU)