CMU aprova projeto de lei que visa permuta de áreas para construção de CEMEI no Maracanã

câmara Uberaba

A Câmara Municipal de Uberaba (CMU) aprovou na manhã desta segunda-feira (9) projeto de lei do Executivo que dispõe sobre a troca de área verde localizada no bairro Maracanã por outra , de propriedade da empresa Engisa Construções LTDA localizada no mesmo bairro. Com a permuta pretende-se construir um Centro Municipal de Educação Infantil – CEMEI que atenderá, em período parcial, cerca de 400 crianças.

O imóvel de propriedade da construtora conta com área de 694,40 m2, com valor médio de R$962.748,11. Já a área verde, de propriedade do município, tem área com 5.182,37 m2, com valor médio de R$941.692,70.

O vereador líder do Executivo, Almir Silva (PR) reiterou a importância do projeto e afirmou que a construção do CEMEI vai facilitar a vida dos moradores. "Seria muito bom se essas casas já viessem com toda a infraestrutura. Mas isso depende de recursos do Governo Federal", explicou.

Rubério Santos (PMDB) afirmou que a falta de equipamentos comunitários se deve à pressa que os moradores têm de pegar as chaves da casa nova. "A família precisa sair do aluguel. Quem aguenta ficar pagando R$700 de aluguel? É dinheiro perdido", pontuou reiterando que a agilidade na entrega inibe os atos de vandalismo nas residências.

Alan Carlos (PEN) rebateu afirmando que é obrigação de cada vereador estar atento à questão de instalação dos equipamentos. "O transtorno da ausência de um equipamento social como a escola, por exemplo, tem uma extensão e um prejuízo para o município extremamente significativo", defendeu afirmando que é uma oportunidade para a reflexão sobre os novos loteamentos que estão sendo entregues sem equipamentos, arborização e espaços voltados para a prática de esportes.

A secretária adjunta de Educação, Mônica Rodrigues esclareceu que inicialmente seriam atendidas as crianças dos CEMEIs, mas que por conta da mudança da demanda serão atendidas crianças do residencial Rio de Janeiro com a faixa etária acima de quatro anos de idade. E ela revelou também que neste ano não serão abertas novas vagas. " Nós vamos acolher as crianças que estão em escolas mais distantes para evitar a questão do transporte", pontuou afirmando que no próximo ano, se houverem mudanças, os atendimentos serão retomados às crianças do CEMEI.

Foi aprovada também emenda de autoria dos vereadores Almir Silva (PR) Fernando Mendes (PTB) que altera texto do parágrafo 3° do artigo 3° determinado a entrega das obras para o prazo máximo de 120 dias.

O engenheiro da Secretaria de Planejamento, Marcos Antônio Ciabotti avaliou como positiva a emenda estabelecendo prazo para a conclusão das obras referentes à ampliação da ordem de 120m² que consiste na construção de refeitório, cozinha e secretarias. "O padrão de construção da ampliação deverá seguir o mesmo das salas já existentes que é um padrão médio, até razoável", finalizou.

Comunicação CMU