Contratos e cobranças indevidas lideram números de reclamações no Procon Uberaba

Procon Uberaba

Questões relacionadas a contratos e cobranças indevidas na área financeira lideram os números de reclamações na Fundação Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Uberaba) em 2018. De acordo com relatório da Fundação, no período de janeiro a setembro de 2018, foram 3082 atendimentos neste segmento. Destes, foram registrados 911 reclamações por problemas nas questões relacionadas a contratos (cumprimento, rescisões, irregularidades etc.) e 847 reclamações referentes a cobranças indevidas. No mesmo período em 2017, foram 3262 atendimentos, sendo 911 reclamações por problemas com contratos e 883 por cobranças indevidas.

A chefe do Departamento de Fiscalização do Procon, Thatiana Carvalho Pereira, conta que uma reclamação comum é o desconto em folha de pagamento sem reconhecimento do consumidor. "Esta semana começamos a notificar correspondentes bancários e financeiras da cidade a apresentarem os documentos para funcionamento, não só para verificar se está tudo legal, mas também para termos um levantamento de quais têm convênio com os bancos e condições para funcionar e prestar serviço, e assim evitar situações em que o consumidor está sendo cobrado por um serviço que ele não contratou", explica Pereira.

Ela esclarece que as empresas devidamente conveniadas aos bancos, recebem suas comissões diretamente do banco, e qualquer cobrança para o consumidor é indevida. "Se a financeira ou correspondente solicitar que o cliente 'pague' algum valor de volta do empréstimo, é preciso acionar o Procon", destaca Pereira.

A Fundação Procon Uberaba orienta que o consumidor nunca assine nenhum documento em branco e sempre ler o conteúdo dos documentos. No caso de a pessoa apresentar dificuldades de leitura ou não entender alguma cláusula, levar alguém de confiança para auxiliar. Em caso de dúvidas, a pessoa pode procurar o Procon, localizado na Avenida Leopoldino de Oliveira, 2976 - Centro (próximo ao Mercado Municipal), ou entrar em contato pelo telefone (34) 3334-9100 ou o tridígito 151.

Secom/PMU