Desenhos de alunos vencedores de concurso serão grafitados nos muros de duas escolas municipais

escolas

Arte do grafite rompe as barreiras e alcança os muros das escolas em Uberaba. Os organizadores do projeto "Arte do Grafite – Caminhos da Biodiversidade", divulgaram nesta quarta-feira (04), o resultado do concurso de desenhos que irão ilustrar os muros de duas escolas municipais.  O desenho do aluno Leonardo Pereira da Silva, da Escola Municipal Professora Esther Limírio Brigagão, venceu pelo voto popular, com mais de 1.200 votos. A aluna Stefany Ribeiro de Paula, da Escola Municipal Celina Soares de Paiva, venceu por votação da Comissão Julgadora.

A iniciativa do projeto é uma parceria entre a Secretaria de Educação e a empresa Duratex, com a realização da Horizonte Educação e Comunicação, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A diretora da Escola Municipal Celina Soares de Paiva, que fica na zona rural, Carmem Silva de Oliveira, fala sobre o engajamento dos jovens em participar do projeto. "A proposta foi muito boa para os alunos, os professores ficaram animados e passaram essa energia para os meninos. A Stefany participa de tudo relacionado a arte e cultura, aos Grupos de Liderança também. Ela realmente gosta e se envolve com essas questões de liderança", declara Carmem.

Para Carmen de Almeida Martins, diretora da Escola Municipal Professora Esther Limírio Brigagão, do Residencial 2000, para todas as atividades culturais propostas são estudadas a viabilidade de implementação, porque os alunos da comunidade gostam de se expressar. "O grafite é uma expressão que envolve a periferia e tem tudo a ver com a realidade dos nossos meninos e temos grandes desenhistas aqui na escola. Podemos ver artistas nascendo já pelos traços, inclusive no noturno, na EJA. No CEU das Artes temos essa manifestação, e o resultado da votação foi uma movimentação da comunidade. Conversamos com os alunos, com a comunidade, é um diálogo aberto que temos com todos aqui, principalmente no bairro e ficamos muito satisfeitos em ver a diferença que podemos fazer com esse envolvimento de todos e isso é positivo", declara a diretora pontuando que essa experiência é boa e positiva na vida deles.

Os professores da rede tiveram encontro mediado pela profa. Kelly C. Melo, que abordou temas sobre a biodiversidade. O grafiteiro Clayton Tomaz também participou da capacitação com os educadores para refletir acerca dos aspectos artísticos e humanos envolvidos no grafite.

A analista de Gestão Educacional, Elsa Tapxure, participa da organização do projeto em Uberaba e explica que esse encontro foi importante para quebrar paradigmas sobre arte nos muros. "Existe muita desinformação sobre o que é arte e existe diferença entre um desenho e um rabisco. São várias formas de expressão e um desenho bem

Fonte: Jorn. Ana Rizieri (SECOM/PMU)