Enfermeiros da Atenção Básica passam por capacitação para identificar e notificar casos de violência

Atenção Básica

Enfermeiros da Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) participarão nesta quarta-feira (18) da 2ª Oficina Técnica sobre Conceitos de Violências e Suas Identificações.

A oficina é promovida pela Vigilância Epidemiológica e será na Casa do Educador, das 13h30 às 17h30, e irá capacitar os profissionais para atuar efetivamente com casos suspeitos e evidentes de todos os casos de violências que cheguem a rede.

A capacitação promoverá condições técnicas de identificar os diversos tipos de violência contra grupos como mulheres, crianças, adolescentes, idosos, LGBT, entre outros.

Os profissionais também receberão orientações de como reconhecer e dar continuidade ao atendimento, preenchendo a ficha compulsória corretamente e gerando dados reais para a SMS.

O ministrante do curso, Daniel Fornazier Zago, coordenador do Núcleo de Prevenção às Violências/SMS, alerta que existem vários tipos de agressões e assédios que nem sempre podem ser identificados como acontece na violência física.

"Temos danos psicológicos, moral, financeiro, físicos e precisamos preparar os nossos profissionais de atendimento básico para receber, identificar e modificar o encaminhamento da pessoa, mesmo que seja uma situação em que a violência está iminente", pontua.

A Casa do Educador "Professora Dedê Prais" fica na Rua Manoel Brandão, 110, bairro Mercês.

* Secom PMU