Festejos do 13 de Maio terão participação de mais de 5 mil pessoas

FCU

O desfile de Congadas, Moçambiques, Vilões e Afoxés contará com 19 grupos de Uberaba e mais 4 grupos da região, das cidades de Uberlândia, Araxá e Sacramento

A Prefeitura de Uberaba, por meio da Fundação Cultural, realiza neste domingo a tradicional celebração do 13 de Maio, com programação que começa às 8h. A expectativa é que os festejos reúnam mais de 5 mil pessoas ao longo de toda a programação, somando o público e os participantes dos grupos de Congadas, Moçambiques, Vilões e Afoxés. Serão 19 grupos de Uberaba e ainda haverá a participação de 4 grupos da região, de Uberlândia, Araxá e Sacramento.

O encontro dos grupos começa às 8h na rua Tapajós, 59 - Vila Celeste.  A saída do fitão será às 10h, seguindo até a praça Santa Terezinha onde a revitalização do busto da Princesa Isabel será entregue às 11h30. Às 12h acontece a Missa em intenção às almas dos cativos, com participação do Coral Afro de Uberaba e divulgação dos Festeiros 2019.

Outro monumento restaurado é a escultura do Busto da Mãe Preta, e a entrega oficial das melhorias acontecerá às 10h na Praça do Grupo Brasil. O Busto também tem grande representatividade nos tradicionais festejos culturais afros na cidade de Uberaba. Haverá no local a apresentação do grupo teatral infantil "Pés em Cena", coordenado pela professora Ana Elisa Gonçalves, além de participação do Coral Afro e da Lions Big Band.

Na noite do dia 13, às 22h, o salão da Unidade de Atendimento Integrado (UAI), na avenida Leopoldino de Oliveira, 1254, será palco do Baile de Gala. A Banda Conexão faz a animação do evento. Às 23h30 ocorre a Coroação dos Festeiros 2019.

O encerramento da programação será no próximo domingo, dia 20, Às 12h o Fitão sai da Igreja Nossa Senhora do Rosário, na avenida Reinaldo Boareto, no Conjunto Uberaba I, seguindo em direção ao centro Étnico Sebastião Mapuaba, na rua Nilton Rosa Nunes. A confraternização será regida pelos Ternos de Gongadas, Moçambique, Afoxés e Vilões de Uberaba e região.

O presidente da FCU, Antônio Carlos Marques, reforça a importância da Fundação Cultural e Prefeitura de Uberaba impulsionar eventos como esse. "É a Fundação Cultural, mais uma vez, preparando com bastante responsabilidade os festejos de 130 anos da assinatura da abolição com todo o apoio do prefeito Paulo Piau. Através das ações dos grupos de Congada e Moçambique que preservam os ritmos e cânticos da época da escravidão".

* Comunicação PMU/FCU