Parceria entre a Fundação Cultural e Shopping Uberaba protege espaço

Fundação Cultural

Revitalização e Sistema de Prevenção e Combate a Incêndio para o Memorial Chico Xavier

O Memorial Chico Xavier recebeu nesta terça-feira (12), representantes de empresas para expor o projeto de revitalização homologado pela Prefeitura Municipal de Uberaba dia 8 do mês passado. Na ocasião também foi firmado termo de parceria entre a Fundação Cultural de Uberaba e o Shopping Uberaba, que está financiando o Sistema Completo de Prevenção e Combate a Incêndio do Memorial Chico Xavier visando à preservação da história de Uberaba.

A reunião contou com Carlos Vitor representando o Memorial, Professor Antônio Carlos Marques representando, presidente Fundação Cultural, Guilherme Vilela representando o Uberaba Shopping, e Lucimira Reis representando o Departamento de Fomento à Cultura e Patrimônio Histórico. Alunos da Escola de Cultura e Arte de Uberaba (ECAU) e Cairo Damasceno, conhecido como Toi se apresentaram.

Segundo Antônio Carlos Marques esse é o momento para os empresários investirem na Cultura de Uberaba. "Há aproximadamente 35 anos a Fundação começou comigo e com o Beethoven (Teixeira) e fomos chamados de loucos. O que muitos chamam de gasto, nós da Cultura enxergamos como prevenção. No Circo do Povo, por exemplo, alcançamos grandes resultados tanto com crianças como com adultos. Através da Escola de Cultura e Arte de Uberaba (ECAU),mantida pela Fundação há um ano está com 400 alunos. Nós atendemos crianças, adolescentes e adultos em situação de vulnerabilidade e oferecemos a chamada segunda chance ou outra opção. E isso acontece com todos os nossos equipamentos culturais", declara Antônio Carlos.

Lucimira Reis destacou que o ato de apoiar uma entidade como a FCU, exige ação conjunta e que esta ótica macro ambiental é uma necessidade para a gestão pública atual. "Estou há doze meses na Fundação e nunca vi um local tão rico de projetos. Temos projetos bons que todos os tipos de empresas podem incentivar. A visibilidade que um empreendedor passa a ter quando investe num projeto cultural é muito grande ".

O museólogo e coordenador do Memorial Chico Xavier, Carlos Vitor de Souza explica que é de extrema importância essa parceria firmada porque marca o início de um processo entre a iniciativa pública e a privada na manutenção dos equipamentos culturais e, futuramente, no desenvolvimento de projetos. "Essa parceria público-privada é fundamental para o processo de consolidação da Cultura porque gera economia, emprego, movimenta o turismo e é uma relação ganha-ganha. Ganha a iniciativa privada com a associação da marca a projetos socias e culturais; o turismo,  a movimentação da economia local, e  o público que passa a ter ações com equipamentos e atividades para apreciação", declara Carlos.

A expectativa, conforme ele,  é a partir desse passo expandir as parcerias, principalmente em virtude do novo projeto de revitalização do Memorial, que é baseado nas Leis de Incentivo e estimular o empresário uberabense a investir na cultura.

Marcelo Augusto de Almeida Paiva, gerente de operações do Uberaba Shopping, ressalta a necessidade de se difundir a história e a Cultura como um todo. Para ele, ações em conjunto entre sociedade pública e privada com o propósito de manter a cultura viva são imprescindíveis. “Estamos falando de uma história que não tem volta, não podemos deixar destruir. Essa preservação é importante e as empresas têm que atuar seriamente para a prevenção das obras e a memória do Chico Xavier ", declara Marcelo.

O superintendente do Uberaba Shopping, Guilherme Vilela,  resalta a necessidade das relações entre as empresas privadas e museus para a melhoria da Cultura. Para ele, é importante lembrar que muitas vezes os museus estão instalados em edificações históricas que a normativa brasileira não exige que tenha o sistema de combate de incêndio, mas que, pelo valor histórico é importante que esses locais estejam resguardados. "É a hora em que as empresas privadas que estão presentes na cidade podem fazer parte desse contexto tendo em vista o tamanho da demanda de coisas que o município tem a fazer e o Uberaba Shopping deu esse primeiro passo oferecendo esse Plano de Incêndio para garantir a todos, porque não é só o uberabense que usufrui do Memorial Chico Xavier", declara Guilherme.

Preservação de Patrimônio - Uberaba sai a frente nesse quesito tendo em vista que Conselho do Patrimônio Artístico e Histórico de Uberaba (Conphau), criado em 1984, através da Lei Municipal nº 3.483, é um órgão público municipal responsável por inventariar, tombar, registrar e preservar os bens culturais e históricos da cidade, valorizando e promovendo a cultura local. O Conphau também é responsável por elaborar pesquisas sobre o patrimônio material e imaterial de Uberaba, viabilizando a sua preservação e divulgação e por estabelecer uma política de preservação do patrimônio histórico, artístico e cultural do Município.

Presentes.  Prestigiaram o evento: José Peixoto representando a ACIU, Luis Carlos Borges representando a ABCZ, Angelo Crema representando a CDL, Fúlvio Ferreira representando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e Inovação  e Ale Roso representando Instituto de Engenharia e Arquitetura do Triângulo Mineiro (IEATM).

Texto: Ana Rizieri (Secom-PMU)