Patrimônio histórico é levado às escolas de Uberaba

FCU

A Fundação Cultural realizará mais uma edição do projeto Patrimônio Histórico. As palestras são proferidas por integrantes da sessão de Patrimônio Histórico e conta com a participação de artistas e músicos de Uberaba. O objetivo e resgatar a história e manter culturas e tradições através de conteúdo e metodologia dirigida ao público alvo.

De acordo com Gustavo Vaz Silva, integrante da equipe e palestrante, esta ação atinge o ensino fundamental, médio e até acadêmico, além grupos com interesse na história de Uberaba. “Criamos com os participantes, um laço com a história, uma forma de compreender o atual”.

Esse processo foi criado a partir da Lei 10.717 de 2008, Lei de Diretrizes do Conphau – Conselho do Patrimônio Histórico Artístico de Uberaba, visando à proteção do patrimônio público. 

Ainda de acordo com Gustavo, o processo foi remodelado para atender as expectativas dos grupos. “Todo ano, esse processo sofre remodelações. Isso desde 2016 quando passamos a municipalizar a educação patrimonial”. O projeto conta com a participação de vários artistas e músicos da cidade que despertam o interesse dos participantes. “E aí a criança cria um sentimento íntimo com o em torno.”

A professora e diretora de Escola Estadual São Benedito aderiu ao projeto. Descobriu através das redes sociais. “Entrei em contato e pedi uma agenda para as turmas do oitavo e do nono ano. A dinâmica alcança os alunos. Os professores também podem trabalhar de forma mais eficaz”.

Somente neste ano, o projeto já atingiu 14 instituições educacionais. Entre elas, escolas públicas e privadas. Para participar, basta entrar em contato com o Conphau através do telefone 3331-9216.

Fonte: Jornalista Izabel Durynek (FCU)