Presidente da CEASA Minas se reúne com Piau e dá andamento à municipalização da gestão da unidade de Uberaba

Ceasa

O novo presidente da CEASA Minas, Guilherme Caldeira Brant, veio retribuir a visita que o prefeito Paulo Piau fez a ele em Belo Horizonte no início de abril e mostrou disposição para avançar nos projetos de interesse da cidade, sendo eles: disponibilização de área anexo a CEASA Uberaba para o município construir um ginásio poliesportivo e pista de atletismo, e também a municipalização da unidade de Uberaba.

Piau destacou a presteza do novo presidente em discutir as demandas de Uberaba e propor caminhos para atender. "Brant demonstrou interesse em nos atender e mais que isso, veio com a disposição de agilizar o trabalho e buscar soluções", destacou o prefeito.

No que tange a municipalização da gestão da CEASA Uberaba, Brant afirmou que dará início ao trabalho de revisão do atual convênio de forma conjunta, ou seja, com a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio. "Vamos trabalhar em conjunto vendo as questões técnicas e legais. Como está vigente o convênio para 20 anos, não há necessidade de fazer um novo. Vamos ajustar de forma legal visando atender ao município", destacou.

Sobre a área para construção da unidade esportiva, Piau explicou a importância dentro do contexto social, visto que a quadra poliesportiva e a pista de atletismo se une ao CIE – Centro de Iniciação ao Esporte, sendo peça chave na questão social, pois oferece oportunidade à crianças e jovens, bem como no contexto esportivo e alto rendimento e de saúde. Ele lembra que a área é estratégica, pois ficará ao lado do sistema BRT. No tocante a este projeto, Brant informou ao prefeito que o instrumento legal para disponibilizar a área ao município está sendo estudado, podendo, inclusive, acontecer primeiramente por meio de um comodato até que faça a transição definitiva da CEASA Minas, para a Prefeitura de Uberaba.

O secretário de Desenvolvimento do Agronegócio Luiz Carlos Saad, afirmou que a equipe está preparada para auxiliar no tocante a revisão do convênio, destacando que o município pretende melhorar a unidade local tornando-a mais atrativa do ponto de vista de negócio, dando condições para ampliar a comercialização. Ele afirmou ainda, que a SAGRI, com a expertise da Secretaria de Parceria e Projetos - SEPPAR aguarda a revisão do convênio para dar início à captação de recursos visando à reforma de todo o espaço. "Mas para isso precisamos do instrumento legal, que é o convênio, já finalizado", destacou.

Participaram da reunião o diretor da Regional Triângulo da CEASA Minas Expedito Antônio Silva, o secretário adjunto da Sagri, Carlos Dalberto de Oliveira (Belzinho) e o diretor de Abastecimento da secretaria João Carlos Caroni.

* Comunicação PMU