Residencial Vila Flora é lançado em Uberaba

habitação

O empreendimento do Minha Casa Minha Vida irá atender famílias com renda entre R$ 1,7 mil a R$2,6 mil

A Prefeitura de Uberaba e a Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra) lançaram esta tarde (7) o empreendimento imobiliário "Residencial Vila Flora" com 283 casas do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) para famílias do Faixa 1,5 com renda mensal entre R$1,7 mil a R$2,6mil. A execução será da Construtora Infratécnica, com financiamento da Caixa Econômica Federal. O lançamento aconteceu no gabinete do prefeito e as unidades serão erguidas próximo aos conjuntos Alfredo Freire e o Beija Flor.

Os terrenos são de 200 metros quadrados e as casas terão 44,07 metros quadrados em alvenaria convencional, com projeto que permite a ampliação para 115 metros quadrados de área construída. De acordo com coordenador de infraestrutura da Infratécnica, Carlos Cunha, os imóveis vão custar R$128 mil e os compradores receberão subsídios de até R$36.945,00 com financiamento em até 360 meses.

"O investimento total do Residencial Vila Flora será de 36 mil 224 Reais e iremos iniciar as vendas a partir do dia 10 de agosto, em parceria com a Cohagra no credenciamento das pessoas, além do nosso ponto de vendas na Avenida Leopoldino de Oliveira, 4336, em frente ao Giga", conta Cunha.

O prefeito Paulo Piau frisou que  graças ao Plano Diretor, construído junto à comunidade, é possível promover a vinda de investimentos para Uberaba na área da indústria, comércio e área residencial sem perder a capacidade de organização do Município.

"Isto significa dar a oportunidade para obtenção de residência dentro do Minha Casa Minha Vida, além de movimentar a mão de obra, o comércio de material de construção e outros setores da economia de Uberaba. É mais um ganho para a nossa cidade", enfatiza Piau.

De acordo com o presidente da Cohagra, Marcos Jammal, o Programa Minha Casa Minha Vida Faixa 1,5 é um programa que vem a longo prazo substituir o Programa Faixa 1 em todo o País. "A Cohagra mais uma vez sai na frente. Hoje, temos uma demanda muito alta - até maior que para o Faixa 1- na Cohagra de pessoas que encaixam no faixa 1,5. A função da Cohagra é promover moradia e nós estamos fazendo isso. Com mais 283 casas hoje damos mais um passo significativo para diminuir esse déficit que assola um grande número de famílias", destaca Jammal.

Secom/PMU