Zoonoses abre cadastro para castração de cães e gatos nesta sexta-feira

castração

Primeira etapa será apenas para cães machos

Cadastro para realizar a castração de cães e gatos do município de Uberaba abre nesta sexta-feira (08). As informações são da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, que busca diminuir a natalidade desenfreada dos animais e reduzir a população de animais de rua e o risco de transmissão de zoonoses por meio do Programa de Manejo Populacional de Cães e Gatos.

Para fazer o cadastro, os tutores dos animais precisam estar cadastrados no Programa Bolsa Família. Os animais devem estar em boas condições de saúde e terem a partir de 4 meses a 7 anos de idade. Os tutores serão responsáveis por cadastrar o animal, deslocá-lo para realização do exame pré-operatório e do procedimento de castração e pelo tratamento pós-operatório. Os cadastros poderão ser realizados por formulário eletrônico no endereço http://www.uberaba.mg.gov.br/portal/conteudo,45742 ou via telefone no 3315-4173, a partir de 8 de fevereiro. O interessado deverá ter em mãos o número do NIS no momento do cadastro.

Poderão ser realizados dois métodos de castração: farmacológico e cirúrgico. Na primeira etapa do programa serão castrados cães machos pelo método farmacológico. Em uma segunda etapa, serão realizadas castrações cirúrgicas para cães e gatos, machos e fêmeas.

Lara Rocha Batista, chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses, explica que manejo populacional ajuda a resolver problemas como a superpopulação de animais abandonados nas ruas, estando sujeitos a maus tratos, envolvendo-se e/ou provocando acidentes de trânsito ou por agressão (mordeduras), prejudicando a limpeza urbana ao destruírem sacos de lixo em busca de alimento e por defecarem em vias públicas, e participando na cadeia de transmissão de zoonoses.

“Com o Programa de Manejo Populacional, grandes avanços serão alcançados em longo prazo em relação ao bem estar dos animais e à saúde pública, além de promover a guarda responsável. Ainda, todos os animais castrados serão identificados por meio de implantação de microchip, ficando registrados no município”, destaca Lara. A chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses enfatiza que procedimento não será realizado se o animal não estiver em boas condições de saúde. Dúvidas sobre os procedimentos, a população pode entrar em contato via telefone no 3315-4173