Lutadores uberabenses vencem competições internacionais

funel

O maior evento internacional de nutrição esportiva, saúde, esportes, lutas, performance e fitness da América do Sul, o Arnold Sports Festival South America realizou mais um evento de sucesso e o carateca Reginaldo Damião conquistou a 1ª colocação no kumitê (luta), em abril. No domingo passado (19), o lutador de MMA, Lucas Borges sagrou-se campeão do Mundial em Buenos Aires (ARG). Ambos os lutadores foram apoiados pela Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Funel).

O Arnold Sports Festival foi um evento que envolveu várias competições e apresentações com foco no MMA, Jiu-Jitsu, Caratê, além de outros esportes de combate. Quem tratou de marcar presença e prestigiar o espaço foi o astro Arnold Schwarzenegger, que mostrou muita simpatia e foi bastante solícito com os fãs. “Eu venho ao Brasil com frequência desde a década de 1970. Nossa intenção é estar no Brasil, não vamos a nenhum outro lugar. Aqui as pessoas são muito ligadas ao esporte. É um lugar incrível”, disse Arnold, em entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, da Record.

Em São Paulo na qual teve o nosso professor e atleta de caratê Reginaldo Damião foi campeão internacional Arnold souht na categoria adulto, com mais de75 kg no Kumite.

Já Lucas Borges, que também luta há vários anos tem como especialidade o muay thai, o kung fu e o kiking boxing. O Mundial de MMA aconteceu no último sábado e domingo.

O atleta uberabense foi campeão na categoria super leve (até 63,5 kg), fez seis combates, nenhum contra brasileiro e venceu - na finalíssima - um lutador argentino. “Não adianta negar, pois vencer um argentino, numa final na casa dele, não tem preço”, finalizou Lucas Borges.

O presidente da Funel, Luiz Alberto Medina se disse gratificado com essas vitórias. “Nós fazemos o possível para conseguir patrocínio para as inscrições –as internacionais também são mais caras ainda -, passagens, hospedagens e tudo o que eles precisam, fazemos o máximo possível. Agora, quando eles vencem tem gente que vem paparicar”, concluiu Luiz Medina.

Fonte: Jorn. Aurélio Veloso (Secom/PMU)