A pedido dos vereadores, Governo Municipal reduz o reajuste da água para 6,8%

codau

Atendendo ao pedido dos vereadores, o Prefeito Paulo Piau determinou ao Codau que fizesse um novo estudo para analisar a possibilidade de redução do reajuste aprovado de 9,8%. Durante as últimas 24 horas o estudo foi realizado e o Comitê Municipal de Regulação Técnica dos Serviços de Saneamento Básico (Comsab) foi convocado para nova reunião para reavaliação do índice.

A decisão do Comsab, a instância colegiada de caráter técnico-executivo e consultivo, para a regulação dos serviços públicos de saneamento, que detém a prerrogativa de deliberar sobre reajuste tarifário, foi pela aprovação da nova proposta de 6,8%, com validade mantida para janeiro de 2019. 

O índice equivale a 38,18% abaixo do IGPM, índice da FGV que leva em consideração a inflação de bens de consumo e produção, além de outros como aluguéis, transportes e tarifas públicas.  Para o cálculo do IGPM foi considerado o período dos últimos 12 meses, compreendido entre novembro de 2017 a outubro deste ano, e neste intervalo ficou em 10.8074%. Para o reajuste tarifário, além do índice do IGPM, também são considerados os principais custos referentes à distribuição de água, como o aumento no preço da energia elétrica e dos combustíveis.

A proposta foi comunicada em reunião do prefeito Paulo Piau e do presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto ao presidente da Câmara em exercício, Agnaldo Silva e ao líder do prefeito, Rubério Santos. Nesta reunião, o prefeito explicou que será feito um esforço coletivo, a pedido dos vereadores, para que o custeio do Codau seja reduzido ainda mais, além das horas extras, retirada de gratificações e na implementação de um programa de eficiência energética. 

‘Os vereadores foram os grandes responsáveis por essa readequação. A conta de água para quem paga até 10m3 será em 2019 de R$ 49,96. A grande maioria dos nossos consumidores está dentro deste faixa de consumo. Eles serão os grandes beneficiados com a ação dos vereadores’, ressaltou Guaritá. 

A Prefeitura de Uberaba e o Codau destacam que a tarifa de água da autarquia é a 5ª mais barata, entre os 100 maiores municípios brasileiros, conforme apontou pesquisa do Instituto Trata Brasil, que desenvolve este ranking nacional com base nos dados do Ministério das Cidades. Em Minas Gerais o valor da tarifa de Uberaba é quase que a metade da tarifa da Copasa, que atende a grande maioria dos municípios mineiros.

Ascom PMU