Prefeitos da região norte de SP se mobilizam por gasoduto

gasoduto

Chefes do executivo, atentos ao desenvolvimento que o gás trará para a região, convidam Piau para externar apoio ao projeto da UFN-5 que viabiliza a vinda do gás, oriundo de Ribeirão Preto

O prefeito Paulo Piau participou hoje (10) de reunião na cidade de Igarapava (SP), para tratar da viabilidade do gasoduto para aquela região.

Os prefeitos das cidades paulistas de Igarapava, Aramina, Ituverava, São Joaquim da Barra e Guará estão se organizando para reivindicar que o gasoduto, que atualmente chega à cidade de Ribeirão Preto, se estenda até Minas Gerais.

O convite a Piau se deu, devido ao projeto da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados – UFN 5 (Planta de Amônia), cujo viabilidade está sendo alvo de um grande esforço do prefeito, juntamente com a Codemig, e  que justificaria o projeto devido ao consumo de gás, que chega a 1,5 milhão de metros cúbicos por dia na unidade.

Segundo o prefeito de Igarapava, José Ricardo Rodrigues Mattar, a planta de Uberaba viabiliza a chegada do gás a região.

"Temos todo interesse. Já passou da hora de nossa região receber o gás e a planta de Uberaba, que terá uma demanda expressiva, pode nos oferecer esta condição", disse, explicando que a região pode ser contemplada por um dos dois gasodutos, de São Carlos, ou Ribeirão Preto, sendo por este último à preferência dos prefeitos paulistas, visto que seria o projeto com custo menor, de aproximadamente, R$ 200 milhões.

O prefeito Paulo Piau explicou sobre as questões que envolvem o projeto da Unidade de Fertilizantes da Petrobras em Uberaba, que teve seu leilão adiado para apresentação de um projeto que possibilite sua aquisição pela iniciativa privada, em forma de Sociedade de Propósito Específico – SPE, e afirmou que para Uberaba não importa de onde vem o gás, pois o importante é que chegue a cidade.

"Não tenho dúvida do eixo de desenvolvimento que o gás trará para toda esta região. E é de nosso interesse. Na verdade, a planta é de suma importância, mas na esteira do gás, muitas outras empresas também se aportarão em Uberaba. E por onde o gás passar, com certeza, acontecerá à mesma coisa. Estão corretos em pleitear um projeto deste porte", afirmou.

A prefeita de Ituverava, Adriana Quizera Jacob Lima Machado, se prontificou a juntamente com a prefeita de Aramina, Dalva Aparecida Pierazzo Rodrigues, a fazer contato com o secretário de Estado de São Paulo de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim e com o deputado estadual, Barros Munhoz, líder do governo Alckmin, para se unirem aos prefeitos em prol do projeto. O prefeito Marco Aurélio Migliori (Guará) e o vice-prefeito de São Joaquim da Barra, Helder Aguinelo Tavares, se colocaram a disposição para a mobilização em torno do projeto.

Os prefeitos querem se reunir nos próximos dias com as lideranças locais, Arnaldo Jardim e Barros Munhoz para, com a ajuda deles, tentar uma agenda com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

"Vamos demonstrar nosso interesse no projeto do gás. E junto com eles, vamos ao governador para apresentar nossa demanda, já mostrando que há interesse e, mais que isso, existe a demanda. Sabemos que para transpor o Rio Grande precisamos de um decreto presidencial, visto que o gasoduto de Ribeirão Preto é de distribuição, mas podemos contar com o Prefeito Paulo Piau nesta questão, junto ao presidente da República, Michel Temer", explicou o prefeito de Igarapava, de antemão convidando Piau para participar da reunião com Munhoz e Jardim, bem como com o governador paulista, quando a data for definida.

O prefeito Paulo Piau afirmou que estará à disposição e no que for possível ajudar, seja como informações, ou ações políticas, bem como informou que para tratar destas questões em Minas Gerais, a Codemig – Companhia de Desenvolvimento de Uberaba, está a frente e junto com a Prefeitura de  Uberaba não tem medido esforços para concretizar estes macros projetos.

* Comunicação PMU