Educador físico alerta para problemas respiratórios nesta época do ano

Saúde

A atividade física, em qualquer época do ano, deve ser orientada por profissionais capacitados para isto

A atividade física faz bem à saúde e é sinônimo de qualidade de vida, além de modelar o corpo. Traz inúmeros benefícios, mas nesta época do ano é bom ficar alerta. Preparadores físicos orientam uma atividade física sempre bem orientada, com profissionais qualificados para isto, porque em qualquer época, a atividade pode se tornar uma grande vilã, mas no tempo seco os cuidados são redobrados. O professor de Educação Física, Luís Carlos Leite destaca que, “obviamente” pessoas que já possuem algum tipo de problema respiratório deve ter uma preocupação maior.

Ele lembra que nessa época do ano o ar fica mais seco, e com a umidade do ar baixa os problemas respiratórios, como asma e rinite, e em alguns casos até bronquite, podem aparecer ou serem mais potencializados.

Mesmo para quem já pratica algum tipo de exercício físico, Luís Carlos avisa que não deve se descuidar, principalmente se a pessoa o faz em ambiente não climatizado. “Tem que ficar atento, porque as vezes a umidade relativa do ar baixa pode trazer transtornos a saúde. Quem pratica atividade ao ar livre, não precisa deixar de fazê-la, mas deve ficar atento a qualquer sinal do quadro respiratório. Se sentir algo, pare imediatamente, para que haja uma revisão e a pessoa não corra riscos”, orienta.

O educador físico pondera que, para indivíduos que estejam iniciando atividade física nesse período, devem ficar bem atentos às respostas fisiológicas do seu corpo, sempre iniciando mais tranquilo e ir aumentando a intensidade gradativamente, de acordo com orientações de um profissional qualificado para isto.

Respiração – Luís Carlos observa que durante as atividades físicas as pessoas respiram muito pela boca, aumentando a inalação de ar que não foi adequadamente preparado pelas mucosas do nariz. “Isso pode provocar irritações nas vias aéreas e consequentemente iniciar ou agravar as doenças respiratórias mais comuns da época”, diz.

Estratégias – Mas ele pontua algumas estratégias, como se hidratar melhor durante as atividades, escolher períodos do dia que não estão entre 10h e 16h. “Geralmente são os horários de maior calor e pior umidade. A pessoa deve tentar fazer atividades em ambientes climatizados, e sempre respeitar o limite do seu corpo para aquele momento”, aconselha.

Natação – Como professor de Educação Física  e pós-graduado em natação e atividades aquáticas, Luís Carlos lembra que, de acordo com a Academia Americana de Alergia, Asma e Imunología (American Academy of Allergy, Asthma, and Immunology - AAAAI), o esporte mais recomendado para pessoas portadoras de certos tipos de problemas respiratórios é a natação, devido ao ambiente úmido, tonificação dos músculos superiores e a posição horizontal do atleta, que permite liberar o muco presente nas porções mais inferiores do pulmão.

Recomendações – E finalizando ele ressalta que, antes de iniciar qualquer atividade física, procure orientação e liberação médica, e posteriormente profissionais capacitados para que você tenha uma orientação e obtenha resultados satisfatórios, sempre respeitando seu limite e ganhando saúde e bem-estar. “Se você tem medo da prática, lembre-se que a atividade física pode ser seu melhor amigo na busca por uma vida mais saudável”, conclui.

FOTO