HC-UFTM é selecionado para projeto nacional de segurança do paciente

HC-UFTM

O Hospital de Clínicas da UFTM é um dos 120 hospitais do SUS com terapia intensiva adulto selecionados pelo Ministério da Saúde para participar do “Projeto Colaborativo: Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”.  

A iniciativa vai prover suporte técnico e metodológico para implementar diretrizes preventivas que possam reduzir pela metade a ocorrência de infecção primária da corrente sanguínea associada a cateter venoso central, infecção em trato urinário associada a cateter vesical de demora e pneumonia associada à ventilação mecânica. 

Com duração prevista de 18 meses e possibilidade de extensão por igual período, o projeto formará seis grupos de 20 hospitais. Cada grupo receberá suporte técnico de instituições de excelência, que oferecerão sessões de aprendizado presencial a cada bimestre ou trimestre, aprendizagem virtual todos os meses e visitas periódicas.

Início

Equipes de cinco profissionais de cada instituição selecionada participarão das sessões de aprendizagem - a primeira ocorre de 11 a 13 de dezembro - e atuarão nas unidades de origem como facilitadores da implantação das melhorias necessárias para que sejam atingidos os objetivos. 

No Hospital de Clínicas da UFTM essa equipe é formada pela gerente de Atenção à Saúde, Geisa Perez Medina Gomide, a chefe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, Cristina Hueb Barata de Oliveira,  a chefe da Unidade de Gestão de Riscos Assistenciais, Patricia Borges Peixoto, o médico da UTI Adulto Ivan Borges Monteiro e a responsável técnica da enfermagem da UTI Adulto, Ana Cláudia Borges, que participam do lançamento oficial dia 11 de dezembro, em São Paulo.

O apoio e a consultoria do Projeto Colaborativo serão prestados por hospitais que fazem parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde - Proadi-SUS: Hospital Albert Einstein/SP, Hospital Alemão Oswaldo Cruz/SP, Hospital da Beneficência Portuguesa/SP, Hospital do Coração/SP, Hospital Moinhos de Vento/RS e Hospital Sírio Libanês/SP. 

* Comunicação HC-UFTM