Quase 5 mil animais foram vacinados contra raiva em Uberaba

zoonoses

O balanço foi divulgado pelo Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias. A maioria da imunização foi de animais da zona rural

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias divulgou o balanço da vacinação antirrábica desde o último dia 15 de julho. Até a última sexta-feira (26), 4.850 cães e gatos já haviam sido vacinados, sendo 4.374 da zona rural, onde a vacinação é feita de casa em casa. Para os animais da área urbana, desde o dia 23, foi colocada à disposição da população uma base de vacinação no estacionamento do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, que fica na Avenida do Tutuna, 658, Vila Celeste, das 8 às 16 horas – de segunda a sexta-feira e aos finais de semana das 8 às 13 horas.

Conforme a chefe do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, Lara Rocha Batista, em três dias, 476 animais, entre cães e gatos, já havia sido imunizado. "Ressaltamos que é de extrema importância que se mantenha a vacinação dos animais em dia. A raiva é fatal tanto para os animais quanto para o ser humano, por isso, a campanha visa a estabelecer uma barreira imunológica capaz de interromper a transmissão da doença entre os animais e, assim, a prevenção de ocorrências em humanos", explica.

Batista enfatiza a microchipagem dos animais. O processo garantirá a identificação em caso de perca ou roubo, uma vez que os dados dos animais estarão em um banco de dados do Município. "Os animais serão chipados com a autorização dos seus tutores. O procedimento é rápido e o microchip será implantando através de agulha no dorso do animal, por isso, não há contra-indicações. Uma vez microchipado, os dados do animal são cadastrados no banco de dados do município. Por meio do procedimento, é possível também conhecer melhor a dinâmica populacional de cães e gatos existentes, e com isso, garantir políticas de controle mais eficientes", comenta.

Devem ser vacinados cães e gatos com idade a partir dos três meses de idade que não estejam doentes e nem em tratamento veterinário. As fêmeas gestantes e com filhotes deverão ser vacinadas após o período de amamentação. Já os animais devem ser levados e contidos pelos seus donos adultos e, caso sejam levados por crianças, os agentes da Zoonoses não farão a vacinação, conforme determinação da Secretaria Municipal de Saúde. A campanha de vacinação está sendo realizada na zona rural e na base do departamento de Zoonoses, enquanto durarem os estoques. 

Jorn. Sabrina Alves (Secom/PMU)