Secretaria de Saúde cria comissão de enfrentamento ao surto da bactécria KPC no HC-UFTM

HC-UFTM

Na manhã desta segunda-feira (25), atendendo à solicitação do Ministério Público Federal e Ministério Público de Minas Gerais, o secretário de Saúde de Uberaba, Iraci José Neto, convocou uma reunião emergencial com gestores de diversas instituições de saúde (SUS) para auxílio no enfrentamento do surto da bactéria de alta resistência KPC, que ocorre no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba. O HC está sob intervenção da Vigilância Sanitária desde o dia 14 de setembro.

De acordo com o diretor da Vigilância Sanitária, da SMS, Nelson Ranieri, a reunião se tratou da criação de um plano de ação para ajudar na contenção do surto, com remoção de pacientes, uso de antibióticos, remoção terminal e controle através de exames. "Mas para haver efetividade neste processo, é importante que se diminua o número de pacientes", relata.

Ficou definido durante a reunião que será formada uma junta para dar apoio à regulação e iniciar a retaguarda ao HC, para se definir melhor quais pacientes devem ser encaminhados ao hospital, na tentativa de diminuir o acesso ao HC e o trabalho de remoção da bactéria ser mais efetivo.

O secretário de Saúde, Iraci Neto, considera importante a formação desta comissão, buscando a participação de outros hospitais, principalmente os de média complexidade como o Hospital Universitário Mário Palmério e o Hospital Regional, para não sobrecarregar o HC e ainda buscar, junto ao Estado, a regulação efetiva, ou seja, promovendo a regulação para as referências regionais, como Araxá, Frutal e Iturama.

No mesmo direcionamento, a comissão terá como procedimento inicial monitorar também as UPAs, que são portas de entrada dos pacientes, evitando o encaminhamento para o HC, nos casos em que outras unidades possam atender.

A Junta Reguladora de Leitos, como inicialmente foi chamada, terá condições de encaminhar pacientes, num trabalho conjunto com a Superintendência Regional de Saúde, responsável pela Central Reguladora, Ministério Público, SMS e UPAs, com suporte imprescindível do Samu, indiretamente.

Serão definidos, a partir de amanhã (26), protocolos mínimos para dar agilidade nos perfis de leitos e assistenciais via Sus Fácil. "Essa medida atende à solicitação do MP e dá agilidade no processo de regulação dos leitos, minimiazndo o HC na média complexidade para vencer a desinfecção", completa Neto.

Ele ainda ressalta a importância da criação desta comissão, porque depois de efetivado o trabalho específico para auxiliar o HC, pode-se tornar uma junta permanente, de dinamização do acesso do paciente.  

A composição da Junta Reguladora de Leitos será representada pelas seguintes instituições: Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público de Minas Gerais, Superintendência Regional de Saúde, Hospital de Clínicas (UFTM), Hospital Universitário Mário Palmério, UPAs, Hospital da Criança, Hospital Hélio Angotti, Hospital Beneficência Portuguesa.

Por meio de nota à imprensa, a assessoria do Hospital de Clínicas divulgou que ""com relação aos atuais casos de infecção pela bactéria KPC, o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro informa que está tomando todas as medidas recomendadas pelo protocolo nacional da Anvisa para contenção de bactérias multirresistentes (limpeza, desinfecção e uso de boas práticas assistenciais), em monitoramento conjunto com as vigilâncias estadual e municipal".

Fonte: Secom Prefeitura de Uberaba