Uberaba realiza ações de promoção à saúde no trânsito

Maio Amarelo

Ações intersetoriais de promoção à saúde no trânsito vem acontecendo em todo o estado, em alusão ao mês de prevenção aos acidentes de trânsito, Maio Amarelo. Em Uberaba, a abertura das ações foi realizada na última quinta-feira (10/05), e contou com apresentações escolares, da Polícia Militar e do Tiro de Guerra, na Praça Jorge Frange. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Trânsito, contou com a participação da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), distribuindo material gráfico educativo, através da Regional de Saúde de Uberaba.

Segundo a referência técnica regional em Violências, Edinel Ávila, de 2013 a 2017 ocorreram 891 óbitos em acidentes de trânsito na Regional de Uberaba. “Desses, 345 ocorreram no município polo, Uberaba, sendo que a maior parte dos acidentes ocorreu com veículos automóveis, seguidos por motocicletas”, ressaltou ela.

O Superintendente de Saúde de Uberaba, Ivan José da Silva, explica que o acidente de trânsito é uma epidemia que causa impacto financeiro direto no Sistema Único de Saúde (SUS). “Quando acontecem os acidentes, é preciso acionar toda a rede de atenção à urgência e emergência, desde o atendimento pré-hospitalar até a assistência prestada nos hospitais de referência em alta complexidade, elevando o custo de internações no SUS. Essa é uma das razões da necessidade de investimento em educação no trânsito”, comentou.

A programação do município de Uberaba conta com blitz educativas com temas diversos nos principais pontos de ocorrência de acidentes na cidade durante todo o mês, além de trabalhos de conscientização realizados nas escolas.

A adolescente Rosângela Laura, de 14 anos, da Escola Estadual Geraldino Rodrigues da Cunha, participou de apresentação musical e afirma que, além de ensaiar com a fanfarra da escola, aprendeu muitas coisas importantes. Orientações como “ter atenção constante e usar sempre a faixa, são importantes para os pedestres, enquanto que não usar o celular, colocar sempre o cinto de segurança e redobrar o cuidado, para os motoristas” afirma a estudante.

* SES