Prefeitura soltará 12 mil peixes na bacia hidrográfica do município

Peixamento

Ação garantirá a biodiversidade e aumentará a população da espécie pacu-caranha na região

Para contribuir com a biodiversidade da bacia hidrográfica da região, a Secretaria Municipal de Agropecuária realizará, nos próximos dias, a soltura de 12 mil peixes nos rios Araguari e Tijuco.

A ação ambiental visa à preservação dos ecossistemas naturais dos dois cursos d’água.

O ‘peixamento’, como é conhecida popularmente a ação, proporciona uma série de ganhos à biodiversidade aquática da região e visa aumentar a população da espécie nativa pacu-caranha (Piractus mesopotamicus), que apresentou considerável queda em seus exemplares nos últimos anos.

A soltura acontecerá em três etapas distintas. Os primeiros quatro mil exemplares incorporarão o rio Araguari na próxima quinta-feira (9), próximo aos distritos de Martinésia e Cruzeiro dos Peixotos.

No rio Tijuco, a ação ocorrerá no dia 23 deste mês, com mais quatro mil exemplares libertos. Depois, o trabalho retorna ao rio Araguari para a soltura do restante dos peixes.

Trabalho estratégico

De acordo com Marília Parreira, coordenadora do núcleo operacional da Secretaria Municipal de Agropecuária, os locais foram escolhidos estrategicamente, em pontos que facilitarão a sobrevivência e reprodução da espécie. “As barragens muitas vezes constituem obstáculos à piracema, pois reduzem o espaço de migração desses animais para a desova. Estudamos locais onde os peixes vão ter mais chance para conseguir se propagar”, explicou.

Os animais, que possuem tamanho médio de 50 cm, encontram-se em fase juvenil, com cerca de 20 cm de comprimento. Eles começaram a ser cultivados em fevereiro deste ano, nas dependências do Centro Tecnológico de Aquicultura Familiar (Cetaf), já com o objetivo de integrarem a natureza. A intenção da secretaria é ampliar o projeto para o próximo ano, incluindo outras espécies nativas.

* Secom PMU