Segundo Tempo encerra atividades de 2017 com saldo positivo

Futel

Programa é uma parceria da Prefeitura de Uberlândia e Futel com o 36º BIMTz

Aconteceu nesta sexta-feira (1º), o encerramento das atividades de 2017 do Profesp, o Programa Segundo Tempo, que é desenvolvido pelo 36º BIMTz, em parceria com a Prefeitura de Uberlândia e a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel).

Iniciado em maio, o programa atendeu 120 crianças e adolescentes de 7 a 14 anos nas modalidades atletismo, vôlei e basquete. Nas gestões anteriores do prefeito Odelmo Leão, entre 2005 e 2012, o Segundo Tempo atendeu mais de 8 mil crianças e adolescentes.

Ao participar do evento de encerramento das atividades deste ano, o diretor-geral da Futel, Silvio Soares dos Santos, faz uma avaliação positiva e projeta a ampliação em 2017.

"É um programa que o prefeito Odelmo Leão tem muito carinho, que foi retomado após quatro anos e que tem por objetivo democratizar o acesso à prática e cultura do esporte para promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens. É ainda fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida, prioritariamente em áreas de vulnerabilidade social. Temos total interesse na continuidade e ampliação do projeto, contemplando mais crianças e até quem sabe, outras modalidades esportivas", disse Silvio Soares.

O Coronel Marcos Vinícius Bonifácio, comandante do 36º BIMTz, explicou que os objetivos propostos foram obtidos no decorrer das atividades este ano. "Atendemos 120 crianças, não só na parte esportiva, mas também na área social. Estamos satisfeitos e consideramos esse apoio fundamental, que a Prefeitura de Uberlândia e a Futel nos deram ao longo dessa temporada", salientou.

Paixão pelo atletismo

O evento de encerramento do Profesp contou com participação dos alunos, além de pais ou responsáveis, que também destacaram a importância do programa. "Sem dúvida o Segundo Tempo tem sido muito importante para o meu filho, que se apaixonou pelo atletismo, inclusive conquistando medalhas nas competições que aconteceram este ano", disse Sirley Batista, mãe de Marco Túlio, de 12 anos.

Para Flávia Muniz, mãe do aluno Josuel Lúcio, de 12 anos, o Profesp tem exercido um papel importante na vida do filho. "Ele gosta muito de atletismo, já conquistou três medalhas e é muito dedicado nos treinamento. Agradeço muito à Prefeitura de Uberlândia, ao prefeito Odelmo Leão e a Futel, que se uniram ao 36º BIMTz para desenvolver este programa", contou.

* SECOM PMU