CDL Uberlândia e Caixa assinam termo de cooperação para impulsionar o setor

CDL

A CDL Uberlândia e a Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (CEF) assinaram na manhã desta terça-feira (12), na sede da CDL, o Termo de Adesão ao Acordo de Cooperação. A parceria tem como objetivo de atender o comércio com linhas de crédito às taxas diferenciadas e atendimento especializado para as micros, pequenas e médias empresas associadas à CDL.

Marcaram presença diretores e empresários da entidade, além da imprensa regional e representantes da classe empresarial.

O presidente da CDL Uberlândia, Cícero Heraldo Novaes disse que a disponibilização de crédito pela CAIXA já está valendo e só é valido para os seus associados. "É uma boa oportunidade para que os empresários que ainda não são filiados à CDL, possam se credenciar e assim se beneficiar de linhas de crédito com índices reduzidos".

Com o acordo de cooperação, o empreendedor vai dispor de uma série de benefícios, entre eles linhas diversificadas para financiamentos, aquisição de softwares, condições especiais em produtos e serviços bancários, atendimento e benefícios específicos para as empresas associadas. Também serão oferecidas linhas de capital de giro, crédito rotativo, entre outras opções com taxas de juros diferenciadas. Para este fim, a CEF destinará R$ 100 milhões em estímulo à classe empresarial de Uberlândia.

Segundo o presidente da CDL Uberlândia, Cícero Heraldo Novaes, o convênio visa estimular o segmento varejista em Uberlândia. "Mais de 3,5 mil empresas filiadas à CDL serão favorecidas pela parceria. Esse acordo dá aos empresários acesso a uma política de incentivo para diversos fins e isso pode ajudar na retomada do crescimento econômico e na recuperação de empregos", enfatiza.

Para o superintendente da Caixa Econômica Federal, Luiz Carlos Alves, o termo de cooperação vem em um momento oportuno para os comerciantes e associados da CDL de Uberlândia. "O objetivo principal da Caixa é, neste momento de recessão econômica e restrição de crédito, possibilitar que os associados da CDL tenham condições diferenciadas junto ao banco, para que possam alavancar os negócios", ressalta Luiz Carlos Alves.

O presidente da CDL Uberlândia, Cícero Heraldo Novaes disse que não há como a economia mudar se as empresas estiverem descapitalizadas. "A CAIXA se prontificou em fazer esse acordo de cooperação conosco para beneficiar os associados. Nosso intuito é garantir crédito para os associados que hoje, com a crise financeira, estão com uma dificuldade maior. O crédito para micro empresários terá taxas de juros abaixo de 1% ao mês, com prazos longos".

O diretor de relacionamento com o mercado Algar Telecom, Gerson Sebastião de Souza, aprovou a medida. "O empresário precisa de suporte para fomentar seus negócios. Ele tem planejamento de crescimento, mas fica limitado por falta de suporte financeiro. A CAIXA faz esse papel de fomento com o mercado, cumprindo um papel muito importante. Temos visto nos noticiários que a bolsa de valor está superando recordes históricos de pontuação. Mesmo com essa indefinição na política sabemos o quanto o Brasil tem potencial de negócios. Com a bolsa reagindo, teremos uma reação em cadeia, ou seja, mais consumo, mais indústrias gerando negócios, o comércio se movimentando. O país vai superar essa crise", afirma. 

Para aderir, os interessados podem acessar o site www.cndl.org.br/avancavarejo. O convênio é válido até 2018, mas pode ser renovado.

Fonte: CDL Uberlândia