Rio Grande: quem é você...

Rio Grande

                                 RIO GRANDE: QUEM É VOCÊ....

                                                                                                      * Artigo: Jorn. Sérgio Teixeira


sem

Decidi um dia conhecer o famoso Rio Grande, que nasce no alto da Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais, com tantas histórias e contos.

Rio Grande de tanta beleza e de tanta tristeza. Águas que nos divertem, matam com suas corredeiras e oferecem imensa capacidade de produção hidrelétrica.

Rio Grande que se destaca por belas paisagens e atrai turistas de todos os cantos. Que abriga condomínios e clubes náuticos, hotéis, restaurantes, ranchos e belas casas flutuantes.

Rio Grande que esconde um grande patrimônio histórico e cultural legado de antigas ferrovias, como a “Estação do Cipó”, “Estação da Jaguara” e as famosas pontes de ferro que resistiram ao tempo e aos tiros da guerra entre os estados de Minas Gerais e São Paulo. Depois, ainda trouxeram turistas para nossa região e hoje, abandonados no tempo.

Rio Grande que abriga tantos moradores ribeirinhos que dele tiram o sustento das famílias. Lugar de pessoas que também usam o rio para suas “malandragens”.

Ao clarear do dia, majestoso, o Rio Grande agradece a gentileza das águas de uma noite de calmaria. Mas, ao entardecer, já cansado, se despede de pescadores, turistas e banhistas, buscando novamente o silêncio da noite. Como entender o ser humano que destrói a natureza com seu jeito tão peculiar, jogando toda espécie de lixo, até carros roubados, dentro de um rio que é só vida. Vara de pescar, caminhão, fazem do Rio Grande morada eterna e clandestina. Às margens, construções inadequadas e esgotos que contaminam. E dragas famintas sangram seu leito e retiram areias.

2

Rio abaixo, rio acima, embarcações com seus motores possantes, elétricos, levam turistas. Rio abaixo, rio acima...

Enfim, quem é você Rio Grande.

3

* Confira este show de imagens em nossa Galeria sobre o especial Rio Grande.